Logística e Supply Chain: o que é, quais os desafios e como a Manacá pode ajudar

Quando surgiu a logística?

Apesar de frequente no cotidiano a palavra logística não é um termo recente. Existem duas origens para a palavra. Uma delas remonta a Grécia e Impérios Romano e Bizantino, onde surgiu o termo “logístikas”, que faz referência à habilidade de fazer cálculo e utilizar a lógica. A outra origem vem do francês “loger”, que significa acolher ou alojar. Embora o surgimento do termo tenha ocorrido em tempos remotos foi no contexto militar que a logística ganhou papel de protagonista. As guerras exigem um exímio planejamento de logística em várias áreas tais como armazenamento, distribuição de armas, alimentos, roupa e transporte da tropa até os locais de combate.

Fora do âmbito militar, a Segunda Revolução Industrial trouxe alguns avanços importantes já que grandes inovações trouxeram a transição do trabalho manufatureiro para o trabalho mecanizado e a evolução das oficinas para fabricas. Nesse período, a produção em grande escala tornou-se uma realidade e a capacidade produtiva multiplicada. A grande dificuldade passou a ser a distribuição em massa da produção. Por isso, foram criados meios de transporte como trens e navios para suportar o fluxo físico.

A partir dos anos 70, a logística se beneficiou da produtividade gerada pela introdução de diversos sistemas e novas tecnologias, entre elas o Enterprise Resource Planning (ERP). Essas tecnologias funcionam como um software de gestão integrando informações e facilitando o fluxo de trabalho entre as áreas. Além disso, foi à fase em que os dados manuais foram superados pelos eletrônicos, surgia o sistema de controle dos estoques e o código de barras.

O último salto veio com desenvolvimento da internet. Novos canais de venda e relacionamento foram criados com o e-commerce. A logística ganhou um novo desafio com a individualização e a necessidade de atender uma distribuição personalizada para o cliente.

Mas afinal o que é logística?

Logística é o processo de planejamento, implantação e controle do fluxo de materiais, produtos e informações desde o ponto de origem até o ponto de consumo. Ele ajuda a administrar os custos e riscos relacionados à cadeia de suprimentos. A logística inclui a aquisição, transporte, armazenamento, manipulação e distribuição dos materiais. O objetivo principal da logística é assegurar que os produtos cheguem ao local certo no momento certo.

A importância da logística está crescendo devido à globalização das empresas e à volatilidade dos mercados. Cada vez mais as empresas estão buscando soluções para melhorar sua capacidade de entregar produtos e manter um alto nível de serviço ao cliente. Dessa maneira empresas que realizam entregas eficientes tem maior probabilidade de vencer a concorrência e se destacar.

Como obter resultados concretos com a logística?

Uma vez que a logística é uma importante área de gestão de recursos, ela pode ter um grande impacto nos resultados de uma empresa. Existem algumas maneiras de como a logística pode melhorar os resultados, são elas:


  • Redução dos custos da cadeia de suprimentos
  • Otimização do uso dos recursos
  • Melhoria da qualidade do serviço ao cliente.
Aerial View of Semi Trucks at a Port

Uma boa gestão da logística permite que as empresas se adaptem rapidamente às mudanças no ambiente de negócios, garantindo competitividade tanto no mercado local quanto global.

Qual é a visão da Manacá Partners sobre logística e Supply Chain?

Em primeiro lugar é importante conceituar qual a diferença entre logística e Supply Chain cujos termos são muitas vezes usados indistintamente. Logística abrange o fluxo de materiais e informações de um lugar para o outro. Isso inclui desde a saída dos fornecedores até a empresa (inbound), os fluxos internos (logística interna) e a saída da empresa para entrega aos clientes (outbound). Supply Chain, ou gestão da cadeia de suprimentos, vai além dessas fronteiras. Envolve uma visão mais ampla, planejando todo o fluxo do produto e sua relação com o negócio e o cliente. Em resumo, seria mais ou menos como se a logística fosse um dos componentes da Supply Chain

Na visão da Manacá Partners, entendemos que a logística e o Supply Chain não se comportam mais como um fluxo único, do fornecedor ao cliente. Atualmente existem inúmeros parceiros e entidades que se interconectam nessa cadeia linear criando fluxos em formato de teia. Por isso entendemos que o Supply Chain hoje tenha mais um formato de Web Chain.

Os desafios encontrados pela implementação do Supply Chain são vários, em suma categorizamos aqui em 3 seguintes dimensões:


  • Estratégica

Onde os desafios estão relacionados ao desenho do plano diretor de Supply Chain. São elas: revisão da estrutura organizacional, redesenho e melhoria da malha logística, estratégia de transportes, localização dos centros de distribuição, políticas de estoques e Strategic Sourcing Logístico.

 

  • Tática

Os desafios são: diagnóstico, desenho e implantação do modelo de Sales & Operations Planning (S&OP), análise da capacidade (CDs, Terminais, Hubs, Transportes), modelos de abastecimento e ressuprimentos de estoques para balanceamento de excessos e rupturas e modelos de governança para gestão de resultados.

  • Operacional

Os desafios estão ligados à: produtividade operacional, otimização e gestão do fulfillment, central de operações e contratação de fretes, acompanhamento e gestão de frota, seleção de fornecedores logísticos, logística reversa, dimensionamento de estoques, seleção e implantação de softwares e novas tecnologias, startup, gestão de operações e sustentabilidade “carbon footprint”.

Afinal investir em logística dá certo?

Existem muitas empresas nacionais e no exterior que fizeram investimentos significativos em sua logística, tiveram sucesso e por isso merecem ser destacados. Aqui estão alguns exemplos. O Walmart nos EUA, na década de 70, adotou a estratégia de ter suas lojas a uma distância de no máximo 6h de um Centro de Distribuição. Assim a empresa teve um controle dos estoques e sua reposição passou a ser quase que diária.

No Brasil a Natura reviu todo seu nível de serviço de atendimento dos pedidos sem impactar no nível de satisfação dos revendedores. Através de otimização gigantesca da sua logística passou a abastecer as cidades conforme a demanda de produtos, estabelecendo um mínimo de intervalo de tempo para suas entregas. Outro exemplo é uma famosa cadeia de fast fashion mundial Zara, que consegue trocar toda sua coleção de roupas a cada 2 meses em nível mundial graças a administração da entrada e saída dos estoques nas lojas.

 
 

O que a Manacá Partners faz concretamente em Logística e Supply Chain?

A Manacá Partners e seus executivos já executaram e estão executando vários projetos relacionados a logística e Supply Chain em seus clientes nos mais diferentes segmentos. Atuamos trabalhando em um ou mais pilares que dão hoje sustentação a qualquer Supply Chain:

  • Experiência do cliente

Atuamos em todas as causas que originam insatisfação na relação com o cliente. São elas: falta de informação sobre o status do pedido, entrega fora dos prazos normais de mercado, regras de atendimento já obsoletas entre outros.

  • Nível de serviço

Trabalhamos todos os aspectos que influenciam a entrega do pedido perfeito: entrega no prazo pré-determinado, sem avarias e cobrados corretamente. Afinal, planejamento e gestão de estoques são peças fundamentais para garantir o nível de serviço acordado com o cliente.

  • Tecnologia

Entendemos que cada vez mais a dimensão da tecnologia se torna essencial para um diferencial competitivo junto à concorrência garantindo uma gestão mais ágil sobre o fluxo de informação da cadeia logística. Assim, identificamos oportunidades de automatização de processos, implantação de sistemas como WMS e TMS e tendências que podem ser aplicadas aos diferentes segmentos do negócio.

  • Gestão e controle

Mapeamos todos os processos, indicadores e gestão da rotina do Suppy Chain.  Dessa maneira fazemos uma análise do perfil da equipe e diagnosticamos se a estrutura organizacional está adequada para gerir a cadeia de suprimento.

  • Custos

Analisamos toda estrutura de custos logísticos, se os mesmos estão dentro ou fora dos padrões de mercado. Detalhamos esses custos por: transporte, armazenagem, custo de estoque e despesas administrativas. Identificamos potenciais distorções e oportunidades de economia.

  • Sustentabilidade

Analisamos como está a cadeia do ponto de vista de sustentabilidade. Se existe iniciativas em andamento, qual a pegada de carbono, quanto é o consumo de água e energia utilizada para operação, produção do mínimo de descarte possível e a promoção da economia circular.

logistica

Todo esse arcabouço técnico pode não ser aproveitado em seu potencial se não houver um relacionamento saudável entre cliente e consultoria. Uma das características da Manacá é a execução dos projetos muito bem alinhados aos objetivos dos nossos clientes. Atuamos desde o diagnóstico, passando pela implantação das oportunidades até uma gestão temporária das etapas da cadeia até a empresa se organizar.

Assim cada empresa tem um desafio, uma cultura e um modelo de trabalho. A Manacá une conhecimento técnico e pessoal para fazer uma entrega de sucesso e de utilidade para as dores e desafios dos nossos clientes.

Se a sua empresa precisa de suporte com logística e Supply Chain, clique aqui e entre em contato conosco para apoiá-los nessa jornada

Philippe Minerbo

Philippe Minerbo

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência,
de acordo com a nossa Política de Privacidade,
ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Utilizamos cookies para
melhorar a sua experiência,
de acordo com a nossa
Política de Privacidade,
ao continuar navegando, você concorda com estas condições.